segunda-feira, 24 de março de 2014

Amizade virtual


No último texto, falei sobre amizades e como as coisas mudam a ponto de nos distanciarmos daqueles que um dia foram como uma família para nós. Não se trata de uma distância física - que, muitas vezes, nem existe ou é tão grande -, mas um distanciamento de ideias, sentimentos e ações. Há um tempo não muito passado, uma conversa por telefone resolveria muitas destas questões, mas ele - o telefone - tornou-se um aparelho cada vez mais limitado ao uso da internet. Ninguém mais se fala, só tecla.

Em contrapartida, há também muitas verdadeiras amizades que surgiram no ambiente virtual e - pasmem! - praticamente nenhuma se concretizou fora dele, mas são tão importantes, ou mais, que outras que estão ao lado. São pessoas que partilham gostos, opiniões, risos e - se fosse o caso - poderiam ser facilmente descartadas com um clique; mas não o são. 

Certa vez, mencionei que nenhum dos meus amigos jamais leu meus blogs, no entanto, formei nesse meio um círculo muito bom de relacionamento. Um escreve, os outros comentam e, assim, vamos nos conhecendo e estreitando nossos laços. Aí, surgiram as redes sociais, MSN e Skype. Este último, aliás, onde encontrei outras amizades que se limitam a este território, mas com as quais converso com frequência, desabafo, me preocupo e até aconselho. São amizades que talvez nunca se concretizem fisicamente, mas que são fortes e verdadeiramente reais.

Encerro com as palavras do filósofo francês Pierre Lévy, um dos maiores estudiosos sobre a internet, em "O que é o virtual?":

“A palavra virtual vem do latim virtualis, derivado por sua vez de virtus, força, potência. Na filosofia escolástica, é virtual o que existe em potência e não em ato.” (Pág. 15)

“Em termos rigorosamente filosóficos, o virtual não se opõe ao real, mas ao atual: virtualidade e atualidade são apenas duas maneiras de ser diferentes.” (Pág. 15)

“A virtualização é um dos principais vetores da criação da realidade.” (Pág. 18)

“O virtual [não] é [apenas] imaginário. Ele produz efeitos.” (Pág. 21)

Sejamos virtuais e, quem sabe, um dia, seremos atuais.

18 comentários:

  1. já tive alguns amigos virtuais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda tenho. E falo mais com ele q com mtos outros.

      Excluir
  2. Fábio,
    Você tem razão em tudo. Eu tenho amigos virtuais e que moram em outros estados desse Brasil e um que mora em outro pais e sabe que descobri? Que as amizades virtuais podem ser melhor que as amizades reais. Porque (vou filosofar) as amizades virtuais podemos nos ver sempre conversar sempre como a amizade real. Mas na amizade real não podemos conversar sempre olho no olho é isso menino.

    Eu tenho vários amigos virtuais. Mas os verdadeiros conto no dedo.

    Abraço
    http://rodrigobandasoficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Fábio, bom dia.
    Quando li esse texto pense:
    Vou comenta-lo dia 26, e sabe porque Fábio meu amigo?
    Porque hoje é o dia do amigo virtual!
    Seu texto é maravilhoso como sempre!
    Hoje é o nosso dia Fábio parabéns pelo nosso dia!
    Aos seus amigos tbm.

    Bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa, vc conhece umas datas, rsrsrs.... Parabéns pra vc tb!!!

      Excluir
  4. Ultimamente as pessoas tem achado a vida virtual mais interessante que a real. Não aceitam que o normal não é sinônimo de mediocridade.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mais interessante eu não acho, mas as amizades têm se tornado até melhores.

      Excluir
  5. Ah, eu sei muito bem o que é isso. Antes mesmo do msn, no mirc, fiz muitas amizades virtuais, e algumas delas se mantêm até hj! É incrível pensar nisso, pq são muitos anos e são pessoas as quais nunca vi pessoalmente, mas que ainda sim, me conhecem muito bem e que mantemos contato até hoje.

    Definitivamente se pode fazer ótimas amizades virtuais.
    Abraço!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E com qm a gnt conversa coisas q nem fala com os amigos próximos, né?!?

      Excluir
  6. O curioso é que eu sei que muitos amigos da vida real leem meu blog, porque às vezes fazem menção a alguma postagem que eu tenha tratado, mas não são muito de comentar ou compartilhar, o que me deixa um pouco frustrado.
    Quanto às amizades virtuais, o problema é quando esses amigos estão longe de mais para que as coisas passem para um outro plano. Mas hoje em dia a gente passa tanto tempo no mundo virtual quanto no "real", e eles têm tanto valor quanto os que convivem de verdade conosco.

    Grande abraço,
    Almir Ferreira
    Panorâmica Social

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Deve ser uma fase, mas, ultimamente, dou muito mais valor pros virtuais q pros q estão próximos.

      Excluir
  7. Formei algumas amizades no meio virtual, e sim eles leem meu blog, já os da vida real, alguns nem sabem que tenho blog rsrs. Bom, o que vejo é que a amizade não se concretiza, fica-se no virtual e isso me frustra, tenho necessidade de olhar nos olhos quando converso, acho chat, facebook, skype (nem tenho) muito frio. Conheci meu namorado, veja só, num bate papo da uol a cinco anos atras e estou come ele ainda, temos muito em comum, claro que há dificuldades, mas nos vemos e nos compreendemos. O que me deixa triste é que as amizades ficam só no virtual, até pq alguns amigos moram bem longe e a passagem é cara rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Até hj só conheci um amigo virtual pessoalmente! Gostaria de conhecer mais alguns... Mas acho q a amizade ia ficar diferente, sei lá. Talvez quebrasse um pouco da "magia", rsss.

      Excluir
  8. Gostei do seu blog =)

    Tenho grandes amizades virtuais.

    obs. devido ao erro do blogspot não estou conseguindo segui-lo

    ResponderExcluir
  9. Creio que muitos internautas já conquistaram amizade virtual, mesma tenho alguns amigos que foram virtuais e hoje são reais, e amigos sinceros que até hoje não trairam minha confiança e vice versa, alguns reais leem meus blogs, outros se leem não comentam, mas os que ainda são virtuas marcam presença de vez em qdo.Abçs!

    ResponderExcluir