quinta-feira, 10 de outubro de 2013

Thai Training - o dia seguinte

Nunca gostei de praticar esportes. Na infância, correr era parte das brincadeiras e, por isso, fluía naturalmente. Mas quando isso se tornava uma obrigação, como nas aulas de Educação Física, sempre dava um jeito de escapar. Fazia uma ou duas no ano e já era o suficiente para me certificar de que aquele não era o meu lugar. Conseguia logo um atestado para não ser reprovado por faltas.

Mas depois dos 30... A queda natural do metabolismo, o estilo de vida sedentário e hábitos nem sempre saudáveis fazem com que seja bem mais difícil se livrar daquela barriga de chope e os temidos pneuzinhos. Então, resolvi me movimentar. 

Como sempre tive preconceito com a academia (falo disso adiante), resolvi correr. É simples, fácil, barato. Mas com o tempo, também é chato. Primeiro, porque corro sozinho e num horário em que quase ninguém está na rua. Segundo, porque lugar bom para correr é na praia, não à beira da Linha Amarela, como é o meu caso. Quando se tem um objetivo, ou seja, quilos a perder; até dá pra suportar, mas depois de alcançado é desistência na certa.

Quanto às academias, sempre as vi como um lugar fedido, cheio de gente suada, narcisista e que ama mais um espelho que a própria mãe. Musculação nem pensar! Fazer força, puxar ferro... Ninguém pode ser feliz fazendo isso!!! Basta olhar para as caras de sofrimento de quem pega no pesado. Ninguém malha sorrindo!!! Mas resolvi arriscar, adentrar esse território estranho e, então, conheci o Thai Training.

Thai Training (embora esteja escrito erroneamente Thai Trainer na academia em que entrei) é o treinamento do Muay Thai, mas sem o contato físico. Já tinha ouvido falar disso no boxe. Você pratica os golpes, joelhadas, cotoveladas, chutes e toda a preparação física para uma luta que não acontece. A parada é tensa! E intensa! 

Após quase 60 minutes, saí de lá acabado, um lixo, mas feliz por ter realizado todos os exercícios do circuito. Hoje acordei muito bem disposto, apesar de dolorido na barriga (culpa das abdominais) e nas panturrilhas. O que mais me atraiu foi a variedade de exercícios - a cada aula, uma sequência diferente - e por ser apenas duas vezes na semana. 

Meu objetivo é continuar até dezembro e perder uns três quilos até lá. Depois, vem as férias e, em fevereiro, decido o que faço. Mas antes, tenho que corrigir esse Trainer que tem me incomodado bem mais!


12 comentários:

  1. Fábio,
    Concordo com você no colégio era obrigação de fazer e eu fazia so a segunda chamado ou a terceira que era a prova de ficar correndo isso me cansava. Mas depois disso penso em correr ou fazer uma academia pra pelo menos ganhar massa muscular e outras coisa ou até correr. Outra coisa o Thai Training deve ser bom também vou ver se tem aqui no RJ isso rs.

    Abraço é Otimo post.
    http://rodrigobandasoficial.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Que legal que tenha encontrado uma boa opção...

    ResponderExcluir
  3. Fiz Thai por 2 anos, era uma paixão, mas a faculdade e o trabalho comeram todo o meu tempo, então tive que partir para a musculação, e concordo com você é chato, mas quando você vê os resultados você não quer mais parar.

    Tenho saudades de fazer Muay thai, quando acabar a facul vou voltar a fazer, é intenso mas é ótimo.

    ResponderExcluir
  4. Adorei sua corrida para sair fora dos exercícios rsrsrs. Sempre gostei de fazer de tudo. Já joguei até futebol. Agora estou preguiçosa e faço mais exercícios localizados e esteira (quando faço) rsrsrs.
    Tenha um adorável domingo meu querido!!!
    Beijinhos em sua alma...

    ResponderExcluir
  5. É para mim uma honra acessar ao seu blog e poder ver e ler o que está a escrever reparei que se tem esforçado por nos dar o melhor,
    é um blog que nos convida a ficar mais um pouco e que dá gosto vir aqui mais vezes.
    Posso afirmar que gostei do que vi e li,decerto não deixarei de visitá-lo mais vezes.
    Sou António Batalha.
    Que lhe deseja muitas felicidade e saúde em toda a sua casa.
    PS.Se desejar visite O Peregrino E Servo, e se ainda não segue pode fazê-lo
    agora, mas só se gostar, eu vou retribuir seguindo também o seu.
    Que a Paz de Jesus esteja no seu coração e no seu lar.

    ResponderExcluir