sábado, 4 de abril de 2015

24 horas off-line


Sou católico. Não do tipo que aparece apenas nas estatística do IBGE, mas que frequenta as missas dominicais e participa das solenidades sempre que possível. Para nós, a Semana Santa é o período mais importante do ano, pois culmina com a ressurreição de Cristo, a Páscoa. A sexta-feira que precede esta data é um dia dedicado ao jejum. Mas, na atualidade, esta prática adquiriu diferentes significados, não se limitando a abstinência - ou redução na quantidade - de alimentos, mas de qualquer outra coisa que possa lhe fazer falta. Este ano, fiz jejum de WhatsApp. À meia-noite de quinta desabilitei o wi-fi do celular e passei 24 horas sem receber ou enviar mensagens. Resultado: trinta e poucas mensagens em sete conversas, das quais, apenas uma transmitia um recado realmente importante. O resto eram videos e outras bobagens. E, assim, meio sem querer, cheguei à conclusão que nos prendemos a coisas que em quase nada nos são necessárias; mas estamos escravizados de tal forma, que acreditamos não poder viver sem. Como somos idiotas, não?!?

8 comentários:

  1. Amigo,
    vc tem toda a razão, adorei seu texto!!!!!
    Somos idiotas de verdade, estamos presos a coisas banais, o melhor é encontrarmos as pessoas,abraçarmos, beijarmos, conversarmos, nada melhor que o contato humano!
    A Páscoa é reflexão, ótima reflexão!
    Bjus
    http://www.elianedelacerda.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Recomendo a todos! Foi uma experiência bem reveladora.

      Excluir
  2. Para mim você não merece Palmas Fábio, e sim o Tocantins inteiro!!!
    Amei essa sua atitude.
    Hoje em dia, as pessoas só enxergam a semana santa como um feriadão a mais...
    Eu tenho WhatsApp, e simplesmente desligo quando vou realmente dormir.
    Tenho porém não sou escrava dele, e nem quero ser de nada...
    Bjus

    http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já silenciei todos os grupos por 1 ano. Só fico atento às mensagens individuais q, geralmente, são as q interessam.

      Excluir
  3. Olá, Fábio!

    Realista, seu texto, hein?
    Também sou católica e tento seguir direitinho o que a minha religião e consciência me aconselham, mas não sou "santa".
    É isso mesmo. Estamos "dependentes" de coisas meio tolas, sem interesse de maior, mas a sociedade consumista em que vivemos, nos incita A...

    Saibamos, de vez em qdo, sermos "inteligentes" e úteis aos outros.

    Um dia feliz.

    Abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Q sejamos inteligentes e conscientes!
      Abço.

      Excluir
  4. Olá Fábio! Eu exclui o WhatsApp faz um tempo, não tenho paciência para tal, muitas bobagens são enviadas e se não responde parece desfeita, tb não fico nas redes sociais quando estou com alguém, isso é falta de educação. Prefiro viver mais a realidade, gosto de estar conectada, mas evito ao máximo as superficialidades. Um abraço =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc está mais q certa! Mas ficar totalmente off é quase impossível, né?!? O jeito é ser seletivo e saber o q realmente vale a pena ser lido ou compartilhado. No final, a escolha é nossa.

      Excluir